Filmes e peças ︎◆ Parte 1

Roteiro HP7.1 Parte 7: Tradução das cenas 79 ~ 91

Trazemos hoje a sétima edição do nosso período que vem publicando todo fim de semana treze cenas completamente traduzidas para o português do roteiro original – porém não final – de Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1.

As cenas de hoje começam com o Harry entrando no escritório da Umbridge e lendo as “fichas criminais” de membros da Ordem. Ele sai da sala e pega o elevador, onde depois entra Rony e ambos vão para o tribunal. No meio do caminho, encontram um bruxo sendo levado por dois Comensais, e aqui há uma curiosidade – no livro esse homem declara ser filho de “Arkie Alderton”, porém no filme o nome do seu pai é “William Alderton”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segue-se então a cena do julgamento praticamente igual àquela vista no filme, exceto por algumas descrições que são bem interessantes de se ler. Harry ataca Umbridge, o trio e Maria fogem para o Átrio, onde aparece o verdadeiro Cattermole. Então se desenrola uma breve cena que foi cortada da edição final – durante sua fuga, Rony encontra seu irmão Percy e o manda sair do caminho.

O trio desaparata com Yaxley e, para se livrar do Comensal, Hermione os leva a uma floresta. Devido a isso o Rony é estrunchado, mas logo é curado pela essência de Ditamno. Vem então uma cena parcialmente cortada do filme, em que vemos Harry e Hermione jantando cogumelos, e Rony os conta que ouviu dentro do Ministério que o nome Voldemort é tabu.

Em seguida, Harry e Hermione lançam vários feitiços no medalhão a fim de destruí-lo, porém sem sucesso. As cenas de hoje terminam com o Rony tentando sintonizar seu rádio em alguma estação sem, contudo, conseguir.

Vocês podem conferir a tradução dessas cenas na extensão – onde se encontram links das traduções anteriores -, ou fazer o seu download em pdf clicando aqui!

HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE: PARTE 1
Roteiro original ~ Cenas 79 à 91
Warner Brothers
Tradução: Marina Anderi
Revisão: Bruna Coden

Tradução das cenas 1 ~ 13
Tradução das cenas 14 ~ 26
Tradução das cenas 27 ~ 39
Tradução das cenas 40 ~ 52
Tradução das cenas 53 ~ 65
Tradução das cenas 66 ~ 78

79. INT. ESCRITÓRIO DE UMBRIDGE – AÇÃO CONTÍNUA – MANHÃ

… entra no escritório de Umbridge, fecha a porta. A decoração do cômodo é doentiamente fofa. Panos de pratos bordados. Flores ressecadas. Harry saca sua varinha.

ALBERTO RUNCORN/HARRY
Accio medalhão.

Nada. Harry franze as sobrancelhas, olha ao redor. Um FOLHETO contendo seu rosto — “Indesejável #1” -– se encontra sobre a mesa de Umbridge, junto de FOTOGRAFIAS de outros membros da Ordem. Dois têm um GRANDE “X” ROSA riscado neles: Dumbledore e Olho-Tonto.

Harry começa a vasculhar o escritório, abrindo gavetas, remexendo em armários… então para. Tira um arquivo. Dentro está uma FOTOGRAFIA de Hermione, acompanhada de uma FOLHA DE DADOS: “Status sanguíneo: NASCIDA TROUXA” “Paradeiro: Vista pela última vez em companhia do Indesejável #1.” Rapidamente Harry devolve o arquivo e procura pelo de Rony. “Status sanguíneo: SANGUE PURO… Inclinações pró-trouxa.” “Paradeiro: Visto pela última vez em companhia do Indesejável #1.” Harry começa a guardar o arquivo, então pausa, olha mais perto. “Pai: Arthur Weasley. Empregado do Ministério. Status: RASTREADO. Grande probabilidade de que o Indesejável #1 entrará em contato.” Harry encara a palavra “RASTREADO”. Então:

BRUXO CARECA (FORA DE QUADRO)
Tudo bem, tudo bem. Vamos nos acalmar,
sim?

Harry guarda o arquivo, avança até porta e fica à espreita. Lentamente, ele abre a porta com cuidado, volta e…

80. INT. MINISTÉRIO DA MAGIA – NÍVEL UM – AÇÃO CONTÍNUA – MANHÃ

… vira-se. A Bruxa Ruiva está observando-o. Ele coloca o dedo sobre os lábios. Os olhos dela ficam grandes como um pires.

BRUXO CARECA
Isso provavelmente escapou de Feitiços
Experimentais para cá. Acho que nenhum
de nós vai esquecer tão cedo do Pato
Venenoso do mês passado…

Vendo a expressão da Bruxa Ruiva, o Bruxo Careca vira-se e, como antes, intimida-se com a presença de Harry.

BRUXO CARECA
R-Runcorn.

Harry dá um olhar de avaliação a ele, dobra o corredor…

81. INT. CORREDOR – AÇÃO CONTÍNUA – MANHÃ

… e sai em disparada.

82. INT. NÍVEL UM – FORA DOS ELEVADORES – MANHÃ (MOMENTOS DEPOIS)

Harry APARECE assim que o mesmo BRUXO BALBUCIANTE puxa sua PENA de um elevador vazio.

83. INT. ELEVADOR – MANHÃ

Harry corre para dentro, aperta um botão e vê as grades fecharem. Ele dá uma olhada em seu reflexo na parede espelhada. Arreganha os dentes. Hermione está certa. Eles estão horríveis. Naquele momento, as grades abrem-se e Rony entra, ensopado e de olhos arregalados.

REG CATTERMOLE/RONY
D-dia.

ALBERTO RUNCORN/HARRY
Rony, sou eu.

REG CATTERMOLE/RONY
Harry! Caramba, me esqueci de como
você era. Onde está Hermione?

ALBERTO RUNCORN/HARRY
Ela desceu para os tribunais
com Umbridge —

As grades se abrem de novo e revelam… Arthur Weasley, na companhia de uma bruxa idosa (WAKANDA).

ARTHUR WEASLEY
Compreendo, Wakanda, mas não
posso fazer parte disso.

Arthur para então, vendo Harry, e encara-o com desdém absoluto, então volta o olhar para Rony e amolece.

ARTHUR WEASLEY
Olá, Reg. Hoje não é o julgamento de
Maria? Tente ter fé. Se há algo que eu
e Molly possamos fazer por você —

Arthur dá palmadinhas no ombro de Rony, para. Afasta sua mão pingando.

WAKANDA
Deixe-me adivinhar. Está chovendo
no escritório de Yaxley de novo?

ARTHUR WEASLEY
Diga para ele experimentar usar
um guarda-chuva.

Arthur e Wakanda saem. Enquanto eles se vão, Rony ergue seu pescoço, observando com um olhar de nostalgia enquanto as grades começam a fechar. De repente, Harry estende a mão, bloqueia as portas.

ALBERTO RUNCORN/HARRY
Arthur! Você sabe que está sendo
rastreado, não sabe?

Arthur se vira.

ARTHUR WEASLEY
Isso é uma ameaça, Runcorn?

ALBERTO RUNCORN/HARRY
Não, Arthur. É um fato. Eles
estão te observando.

Arthur olha para Harry com uma mistura de suspeita e confusão e talvez… reconhecimento. Harry remove sua mão. As grades fecham. Rony encara Harry.

ALBERTO RUNCORN/HARRY
Eu te conto depois. Vamos
achar Hermione.

84. INT. CORREDOR – MANHÃ (MOMENTOS DEPOIS)

Harry e Rony descem um corredor de pedra escura com tochas acesas. À medida que vão avançando, suas RESPIRAÇÕES tornam-se VISÍVEIS e Rony, molhado até os ossos, começa a tremer.

REG CATTERMOLE/RONY
Frio para caramba aqui embaixo.

Então eles vêem. Serpenteando fora das portas do tribunal, como sentinelas, se encontram altas figuras negras encapuzadas. DEMENTADORES. Naquele momento, um homem sai tropeçando do tribunal na companhia de um PAR de COMENSAIS DA MORTE.

HOMEM ASSUSTADO
Sou mestiço, estou dizendo! Meu pai
era um bruxo! Procurem-no!
William Alderton! Ele trabalhou aqui
por trinta anos…

Enquanto Rony assiste o homem aterrorizado passar, Harry agarra seu braço, leva-o em direção ao tribunal.

85. INT. TRIBUNAL – AO MESMO TEMPO – MANHÃ

Uma catedral escura, possuidora de um calafrio palpável. Dementadores flutuam assustadoramente na escuridão. O teto estende-se altamente, desaparece na escuridão. Quando Harry e Rony entram — primeiramente sem serem notados –, eles se movem cautelosamente, observando o ambiente. Hermione APARECE, sentada com uma PILHA de PERGAMIMHOS atrás de um parapeito ao lado de Umbridge e Yaxley, enquanto um BRILHANTE GATO PRATA — Patrono de Umbridge — perambula para cima e para baixo, fornecendo calor a eles e apenas a eles. Os olhos de Harry seguem o gato, então voltam para a própria Umbridge. De repente ele hesita. Rony nota. Olha-o curiosamente. SUSSURRA:

REG CATTERMOLE/RONY
O que houve?

Os cantos dos olhos de Harry se contraem, sua cabeça levemente inclinada… como se ele pudesse sentir a presença de alguma coisa.

ALBERTO RUNCORN/HARRY
Está aqui…

Enquanto Rony reage –- decifrando as palavras de Harry — a VOZ DE UMA MULHER entra em seu caminho:

MARIA CATTERMOLE
Reg…

Rony vira-se. Abaixo da balaustrada, uma mulher frágil, MARIA CATTERMOLE, senta sozinha, punhos acorrentados. Vendo Rony, seu rosto abatido ilumina-se. Rony olha de soslaio para Harry, que assente, incentivando-o. Rony vai até o centro da sala, tomando seu lugar atrás da mulher. Hesitando, ele coloca suas mãos gentilmente sobre os ombros dela, então olha para cima, vê Hermione observando-o.

UMBRIDGE
Maria Elizabeth Cattermole?

MARIA CATTERMOLE
Sim.

UMBRIDGE
Mãe de Maisie, Élia e Alfredo?
Esposa de Reginaldo?

Maria olha para Rony, seus olhos brilhando com medo. Ele sorri de maneira tranquilizadora. Ela desvia o olhar, responde:

MARIA CATTERMOLE
Sim.

Harry olha Umbridge. Ela colocou o cachecol rosa sobre sua cadeira, revelando uma CORRENTE DE OURO que vai de seu pescoço até os babados de sua blusa.

Um ligeiro ZUMBIDO, fraco e estranhamente lírico, alcança os ouvidos de Harry enquanto ele estuda a corrente. Como se puxado para frente por alguma força irresistível, ele começa a andar em direção à balaustrada.

UMBRIDGE
Uma varinha foi tomada de você após
sua chegada no Ministério hoje, Sra.
Cattermole. Esta é a varinha?

Umbridge mostra uma VARINHA DE CEREJEIRA. Maria Cattermole assente.

UMBRIDGE
Poderia, por favor, dizer à corte de que
bruxa ou bruxo pegou essa varinha?

MARIA CATTERMOLE
Mas eu não a peguei de ninguém. Comprei-a
no Beco Diagonal, no Olivaras,
quando eu tinha onze anos. Ela me escolheu.

Umbridge inclina-se para frente, dentes brilhando enquanto o gato aproxima-se e ilumina seu rosto brevemente — e a corrente em seu pescoço treme como uma cobra, algo pesado balançando para frente e pendurado sobre o vazio.

O MEDALHÃO.

Rony encara o objeto boquiaberto. Hermione prende a respiração. Harry, agora não mais escondido pelas sombras, se encontra claramente visível, os cantos de seus olhos estreitando-se mais uma vez, o ZUMBIDO crescendo em suas orelhas. Lentamente, ele enfia a mão no bolso…

UMBRIDGE
Não, não, acho que não, Sra. Cattermole.
Varinhas só escolhem bruxas.
E você não é uma bruxa.

MARIA CATTERMOLE
Mas eu sou! Diga a eles, Reg!
Diga a eles o que sou!

Rony começa a falar, mas o olhar de Umbridge havia desviado, para Harry, para a varinha elevada em sua mão… e apontada para ela.

UMBRIDGE
Que diabos você está fazendo, Alberto?

Enquanto Harry fala, seu próprio rosto aparece através do de Runcorn, a Poção Polissuco perdendo o efeito.

ALBERTO RUNCORN/HARRY
Você está mentindo. E não se deve
contar mentiras, Dolores… Estupefaça!

Um flash de luz vermelha atinge Umbridge e seu corpo tomba, a testa atingindo a balaustrada. Instantaneamente o gato prata desaparece. Yaxley alcança sua varinha, mas Rony é mais rápido e acerta-o com uma única explosão. Hermione arranca o medalhão do pescoço de Umbridge e salta para baixo. Num instante, sua respiração vem em plumas enquanto os dementadores flutuam para frente.

ALBERTO RUNCORN/HARRY
EXPECTO PATRONUM!

Um VEADO PRATA surge da varinha de Harry, circulando a sala enquanto faz os dementadores recuarem.

HERMIONE
Relaxo!

As correntes prendendo os punhos de Maria Cattermole caem como cobras mortas. Enquanto levanta, ela olha espantada para Harry conforme ele se transforma de volta a si mesmo.

MARIA CATTERMOLE
Você? É você! Reg, é Harry Potter!

REG CATTERMOLE/RONY
É, não é? Isso vai ser algo
para contar às crianças.

86. INT. MINISTÉRIO DA MAGIA – ÁTRIO – MANHÃ (MOMENTOS DEPOIS)

Enquanto o trio, junto de Maria Cattermole, entra no átrio e corre em direção às lareiras, Harry tromba em um bruxo murmurando baixinho para si mesmo, que se vira, dá uma olhada em Harry, pisca.

BRUXO BALBUCIANTE
Harry Potter…?
(mais alto)
Harry Potter.

Outro bruxo ouve, olha, então repete o mesmo, o nome de Harry espalhando-se como incêndio no silêncio sombrio. Hermione olha ao redor nervosamente e, enquanto faz isso, começa a se transformar de volta em si mesma.

HERMIONE
Harry… eles te viram.
Temos de sair daqui.

Harry assente, acelera seu passo. Rony olha em volta, então se vira, encarando Maria enquanto continua a andar para trás.

REG CATTERMOLE/RONY
Maria. Vá para casa. Pegue as crianças.
Eu… eu encontrarei vocês lá.
Nós temos que sair do país, entendeu?

Maria balança a cabeça, confusa.

REG CATTERMOLE/RONY
Maria! Faça como eu digo!

Maria para, os olhos um pouco marejados, assente obedientemente. Rony franze as sobrancelhas.

REG CATTERMOLE/RONY
Desculpe-me. É só que —

Maria Cattermole toma-o pelo colarinho, puxa-o para um beijo profundo. Harry e Hermione olham para trás e assistem enquanto Rony se transforma — durante o beijo — de volta em si mesmo.

REG CATTERMOLE
MARIA!

Todos os olhos se viram. O verdadeiro Reg Cattermole está — sem roupa — fora de uma das lareiras. Ela olha para Rony, agora transformado, e pula para trás.

RONY
Longa história. Prazer em conhecê-la.

Ele dá um beijinho nela, sai correndo. Ele está a meio caminho das lareiras quando vê… Percy. Ele diminui o passo, então para completamente, e eles se encaram, sem palavras, um ao outro. Finalmente, Percy começa a abrir sua boca —

RONY
Cai fora.

Yaxley cambaleia no átrio.

YAXLEY
Fechem as saídas! Agora!

Harry, Rony e Hermione olham uns aos outros, correm em direção às lareiras. Enquanto Yaxley joga feitiços em direção a eles, uma lareira após a outra fecha sozinha. Quando alcançam a última lareira aberta, eles se lançam — juntos — no polido chão de mármore — feitiços passando sobre suas cabeças — e vão deslizando para dentro. Enquanto caem na escuridão, Harry olha para trás e vê Yaxley lançar-se no vácuo pouco antes de um sólido bloco de granito cair — como uma guilhotina — vedando a lareira e mergulhando Yaxley — e o trio -– em uma escuridão completa.

Um redemoinho joga o trio enquanto FLASHES de LUZ revelam cada um brevemente, incluindo Yaxley, que tenta pegar a capa de Hermione. A porta do Largo Grimmauld corre para frente, os olhos de uma ALDAVRA DE SERPENTE piscando, então há uma EXPLOSÃO de LUZ ROXA, um GRITO TORTURADO e…

87. EXT. FLORESTA – DIA (MOMENTOS DEPOIS)

O mundo gira enquanto Harry deita de costas em uma cama de folhas e ramos. Acima, a luz solar serpenteia através de um dossel de árvores. Dolorido, Harry ergue-se em seus cotovelos, vê o medalhão jogado na lama. Ele apalpa, agarra o medalhão entre seus dedos e SORRI.

HERMIONE
Harry, rápido, na minha bolsa, há um
frasquinho rotulado ‘Essência de Ditamno.’

Harry vira, vê Hermione, inclinada sobre o corpo danificado de Rony.

HERMIONE
Rápido!

Harry pisca, tropeça vertiginosamente até a bolsa. Quando ele coloca a mão dentro, objetos apresentam-se em furiosa sucessão.

HARRY
Accio Ditamno.

Um pequeno FRASCO MARROM cai em sua palma.

HERMIONE
Destampe isso.

Hermione rasga a camisa de Rony, que está encharcada em sangue. A carne de seu braço está esfolada, como se alguém tivesse arrancado uma porção.

HARRY
Hermione. O braço dele —

HERMIONE
Destampe!

Harry destampa, estende o frasco a ela. Ela joga três gotas na FERIDA SANGRENTA de Rony. FUMAÇA esverdeada levanta.

HARRY
O que aconteceu? Achei que nós estávamos
voltando para o Largo Grimmauld.

HERMIONE
Nós estávamos. Nós estávamos lá. Mas Yaxley me segurou.
Eu sabia que uma vez que ele tivesse visto o Largo,
nós não poderíamos ficar lá, então quando ele me soltou
eu nos trouxe aqui. Rony estrunchou. Eu… lamento.

HARRY
Não seja estúpida.

A fumaça abranda, clareia. O ferimento de Rony não sangra mais.

HERMIONE
Isso é tudo o que eu acho seguro fazer.

Hermione se levanta, retira sua varinha e começa a andar em um vasto círculo, MURMURANDO.

HERMIONE
Salvio Hexia… Protego Totalum…

HARRY
O que você está fazendo?

HERMIONE
Feitiços de proteção. Eu não gostaria de outra
visita que nem tivemos na Avenida Shaftesbury,
você gostaria? Especialmente com Rony assim.
Você pode ir agilizando com a barraca…

HARRY
Barraca? Onde supostamente devo
achar —

Ele para, fita a bolsa dela, então olha de volta para Hermione.

HERMIONE
Repello Muggletum… Muffliato…

88. EXT. FLORESTA – NOITE (DEPOIS)

A barraca brilha por dentro sob um céu estrelado.

89. INT. BARRACA – AO MESMO TEMPO – NOITE

Hermione coloca chá de uma chaleira em xícaras.

HERMIONE
Como estão os cogumelos? Parecem ser
a única coisa comestível crescendo por aqui.

Harry faz uma careta enquanto mastiga. “Comestível” é claramente discutível.

HARRY
Eles estão ótimos.

HERMIONE
Certifique-se de deixar um pouco para Rony.

HARRY
(baixinho)
Sem problema.

Harry põe seu prato de lado, pega o medalhão, balança-o sobre a fogueira. Olha para Rony.

HARRY
Quão ruim ele está?

HERMIONE
Ele ficará bom em alguns dias.
Esperançosamente. Se nós pudéssemos levá-lo
a Hogwarts, para Madame Pomfrey —

O olhar de Harry a faz parar de falar, confirmando o que ela sabe.

HERMIONE
Então para onde vamos em seguida?

HARRY
Dumbledore tinha uma teoria. Ele achava
que as Horcruxes não seriam feitas de objetos
aleatórios. E ele achava que não seriam escondidas
aleatoriamente também. Nós sabemos de três até agora.
O anel, que de acordo com Dumbledore pertencia ao avô
de Tom Riddle. O diário, que pertencia ao próprio
Tom Riddle. E esse, que — novamente, de acordo com
Dumbledore — pertencia à mãe de Riddle.

Hermione olha o medalhão enquanto ele brilha na luz da fogueira.

HERMIONE
Assusta-me um pouco, isso, pensando
que é uma parte de Vol–

RONY
Não, não! Não diga o nome!

Harry e Hermione se viram, veem Rony acordando.

RONY
É um tabu — o nome de Você-Sabe-Quem.
É assim que eles rastreiam as pessoas agora.
Foi assim que eles nos acharam na lanchonete aquela noite.

HARRY
Como você sabe?

RONY
Eu ouvi um cara do departamento de
Execução falando disso do Ministério. Caramba,
que cheiro é esse?

HERMIONE
(não mais confiante)
Jantar?

RONY
Não mesmo. Cheira como algo que
Gina cozinharia.

HERMIONE
Chá?

Rony assente. Fazendo careta, ele se ergue, nota que está usando uma TIPOIA feita por Hermione. Ele olha da tipóia para ela, um lampejo de remorso aparecendo em seu rosto por seus comentários do “jantar”.

RONY
Esse é o medalhão?

Harry assente, estende o medalhão a ele. Rony vira o objeto em sua mão. Franze o cenho. Olha para Harry, que assente.

HARRY
Eu sei. Eu senti isso também.
(desvia o olhar de Hermione)
É… é como se estivesse tiquetaqueando
ou algo do tipo, como se tivesse um coração
de metal, como se estivesse —

RONY
… vivo.

Harry assente. Hermione fita o objeto friamente.

HERMIONE
Eu o odeio. É como se ele estivesse aqui conosco.

HARRY
É por isso que vamos matá-lo.

90. EXT. FLORESTA – CLOSE NO MEDALHÃO – DIA

POSICIONADO SOBRE UM TOCO DE ÁRVORE.

Rony apoia-se contra árvore, sua aparência pálida. Hermione assente para Harry. Ele empunha sua varinha.

HARRY
Dissendium!

O medalhão gira rapidamente no lugar, mas continua inteiro.

HERMIONE
Incendio!

Chamas envolvem o medalhão e sua carne de metal torna-se escarlate, mas então as chamas morrem.

HARRY
Expulso!

O toco da árvore EXPLODE, mas o medalhão permanece sem marcas.

HERMIONE
Confringo!

O chão abaixo do toco desmorona, mas o medalhão continua intocado. Hermione abaixa sua varinha, mas Harry persiste, disparando uma sucessão de feitiços, parecendo quase possuído. Hermione estuda-o estranhamente até que, finalmente, ele para. Tudo fica em silêncio exceto pelas folhas acima balançando pelo vento. Então, lentamente, outro som torna-se claro… um TIQUE-TAQUE. Vindo do medalhão.

RONY
Está irritado.

Hermione estremece. Harry dá um passo à frente, ajoelha-se e pega o medalhão pela corrente. O objeto TIQUETAQUEIA. Ele coloca a corrente sobre seu pescoço. Levanta.

HERMIONE
O que você está fazendo?

HARRY
Nós temos que manter o medalhão a salvo
até descobrirmos como destruí-lo.

HERMIONE
Posso colocá-lo em minha bolsa —

HARRY
Não.

RONY
Parece estranho, cara. Dumbledore o mandou
achar um monte de Horcruxes, mas não se
incomodou em te falar como destruí-las.
Isso não te incomoda?

Harry estuda o medalhão, cujo TIQUE-TAQUE ficou mais devagar, então se afasta. Hermione fita Rony, que retorna seu olhar, então ele se afasta da árvore e anda lentamente na direção oposta.

91. INT. BARRACA – CREPÚSCULO

Rony está em sua cama, mexendo no rádio. VOZES surgem na ESTÁTICA brevemente, então desvanecem.